Mercado Livre de Energia

O que é?

O mercado de energia no Brasil está dividido em ACR (Ambiente de Contratação Regulada), onde estão os consumidores cativos, e ACL (Ambiente de Contratação Livre), formado pelos consumidores livres.

O consumidor cativo compra energia de concessionárias ligadas ao Governo, enquanto o consumidor livre compra diretamente do gerador ou comercializador, como a Bolt.

Aderindo ao Mercado Livre, com suporte da Bolt, sua empresa pode negociar livremente preço, condições de pagamento, prazo do contrato, volume de energia, entre outros.

As vantagens do Mercado Livre de Energia

A principal vantagem de aderir ao Mercado Livre é a liberdade de escolha. A empresa contratante decide pela prestadora de serviço que melhor atende seu modelo de negócio, suas necessidades e expectativas. Por que ficar restrito à uma concessionária?

Outro grande benefício para as empresas é a redução de custos. Imagine se você soubesse quanto sua empresa vai gastar com energia nos próximos anos. Não seria uma vantagem competitiva?

Por isso, destacamos a previsibilidade como uma das grandes vantagens de migrar para o Mercado Livre. Neste modelo, sua empresa pode economizar até 20% na conta de energia elétrica, além de não sofrer mais com aumentos de bandeiras tarifárias.

Os tipos de energia no Mercado Livre

Existem, no Mercado Livre, dois tipos de energia:
a convencional e a incentivada.

A energia convencional é gerada pelas usinas hidroelétricas, que produzem a energia elétrica a partir da correnteza dos rios. A Usina de Itaipu é um exemplo, sendo a maior do mundo. As usinas térmicas a gás também são um exemplo de energia convencional.

Já a energia incentivada foi estimulada pelo Governo para a geração de fontes renováveis, como biomassa, eólica e solar. Os geradores desse tipo de energia são limitados a 30 MWh, e são classificados como Pequenas Centrais Hidroelétricas (PCH).

As empresas que consomem energia incentivada recebem descontos de 50%, 80% e até 100% na tarifa de uso do sistema de distribuição.

Quais empresas podem migrar para o mercado livre?

No Mercado Livre de Energia, existem dois tipos de consumidores: o Consumidor Livre e o Consumidor Especial.

Para migrar ao Mercado Livre, na condição de Consumidor Livre (energia convencional), as empresas precisam ter demanda energética igual ou superior a 2.500 kW, e qualquer nível de tensão.

Para migrar ao Mercado Livre, na condição de Consumidor Especial (energia incentivada), as empresas precisam ter demanda energética igual ou superior a 500 kW, não ultrapassando 2.500 kW.

Na Europa, desde 2007, o mercado de energia está totalmente aberto em 27 países, incluindo consumidores residenciais, que podem escolher de quem comprar energia. Na América do Sul, também existem países com critérios energéticos mais flexíveis.

 

E a sua empresa, quando vai aprar de pagar mais e migrar para o mercado livre?

Preencha o formulário e aguarde nosso contato!

  • Queremos entender melhor sua demanda energética. Clique no botão abaixo e nos envie uma conta de energia recente.