Bolt

Previsibilidade: como saber quanto a sua empresa vai gastar com energia?

Por: bolt
  • Economia energética


E se você soubesse hoje, quanto sua empresa vai gastar com energia nos próximos anos? Com a previsibilidade financeira, ou previsibilidade de gastos, isso é possível.

Na indústria, principalmente, mas também em empresas de médio e pequeno porte dos mais variados segmentos, a energia elétrica é uma despesa que, se não for bem controlada, pode trazer graves consequências para os negócios.

Leia também: Reduza os gastos da sua empresa com menos desperdícios em energia elétrica 

É claro que existem diversas formas de reduzir custos com energia como: cuidar da iluminação; gerenciar o uso do ar-condicionado; substituir equipamentos antigos; tirar aparelhos da tomada; conscientizar colaboradores; entre outras.

Agora, se você quiser saber quanto o seu negócio vai gastar com energia nos próximos 5, 10 ou 15 anos, por exemplo, você vai precisar recorrer à previsibilidade.

Primeiro, vamos ao conceito, depois vamos explicar como empresas de todos os tamanhos podem prever seus custos com energia.

O que é previsibilidade financeira?

Previsibilidade financeira é ter uma visão aproximada de como será a performance da empresa nos próximos meses ou até anos, como citamos acima, principalmente em relação ao faturamento, lucro e despesas.

Mas, além de prever receita, lucratividade e gastos, com a previsibilidade, as empresas podem se antecipar a fatores externos que possivelmente irão influenciar o giro de caixa do negócio, como sazonalidade, por exemplo.

No geral, para se chegar nesse estágio, é preciso ter um amplo e profundo conhecimento sobre administração de empresas e também, é claro, sobre o mercado no qual o negócio está inserido.

Isso porque, para realizar a previsibilidade financeira de forma eficiente, é preciso realizar um acompanhamento orçamentário minucioso, um fator essencial para o sucesso desta prática.

Porém, quando falamos em previsibilidade financeira em energia, esse processo pode ser muito mais simples do que as empresas imaginam.

Para que um negócio identifique seus gastos futuros em energia, ele pode contar com o Mercado Livre de Energia.

Previsibilidade: uma possibilidade do Mercado Livre

Vamos lá!

O mercado de energia no Brasil está dividido em ACR (Ambiente de Contratação Regulada), onde estão os consumidores cativos, e ACL (Ambiente de Contratação Livre), formado pelos consumidores livres.

O consumidor cativo compra energia de concessionárias ligadas ao Governo, enquanto o consumidor livre compra diretamente do gerador ou comercializador, como a Bolt, por exemplo.

O consumidor cativo fica restrito às concessionárias e sujeito às 15 de energia, que se dividem entre verde, amarela, vermelha patamar 1 e vermelha patamar 2.

Em épocas de estiagem, quando o nível dos reservatórios cai, o volume de geração de energia dessas usinas também diminui. E essa é uma das principais razões de existirem as bandeiras tarifárias.

Além das variações das bandeiras tarifárias, no Mercado Cativo, as empresas ainda ficam sujeitas a taxas de câmbio extremamente voláteis, reajustes extraordinários, entre outras alterações.

O consumidor cativo, portanto, não tem como saber quais serão as próximas bandeiras, muito menos quanto ele vai pagar na conta de energia.

No entanto, aderindo ao Mercado Livre, as empresas podem negociar livremente preço, condições de pagamento, volume de energia e, por último mas não menos importante, o tema do nosso artigo: o prazo do contrato.

Sendo livres, as empresas podem contratar energia por preços fixos, em contratos de curto ou longo prazo, ganhando assim maior previsibilidade financeira.

Leia mais: Contratos de curto e longo prazo: entenda a compra de energia no Mercado Livre

No Mercado Livre, os contratos são firmados bilateralmente entre empresa e gerador ou comercializador e, nesse acordo, é definido inclusive o indicador de reajuste inflacionário que será aplicado.

Assim, é possível alcançar a tão sonhada previsibilidade de gastos em energia. E se você, empreendedor, tem esse objetivo, o único caminho é migrar para o Mercado Livre. 

Preveja seus gastos migrando para o Mercado Livre

No Mercado Livre de Energia, existem dois tipos de consumidores: o Consumidor Livre e o Consumidor Especial.

Para migrar ao Mercado Livre, na condição de Consumidor Livre (energia convencional), as empresas precisam ter demanda energética igual ou superior a 2.000 kW, e qualquer nível de tensão.

Para migrar ao Mercado Livre, na condição de Consumidor Especial (energia incentivada), as empresas precisam ter demanda energética igual ou superior a 500 kW, não ultrapassando 2.000 kW.

As vantagens de aderir ao Mercado Livre

A principal vantagem de aderir ao Mercado Livre é a liberdade de escolha. A empresa contratante decide pela prestadora de serviço que melhor atende seu modelo de negócio, suas necessidades e expectativas. 

E claro, podemos destacar a redução de custos bem como a previsibilidade como duas das principais vantagens de migrar para o Mercado Livre. 

Neste modelo, sua empresa pode economizar até 90% na conta de energia, com a energia solar, por exemplo, além de não sofrer mais com aumentos de bandeiras tarifárias e outros fatores.

Seja livre com a Bolt

A Bolt sabe da grande responsabilidade que tem em fornecer eficiência energética para seus clientes, grandes empresas que precisam de alta disponibilidade, com baixo custo. 

Por isso, oferece os melhores serviços de acordo com as características únicas de cada negócio.

Com a Bolt, você tem todo o suporte necessário na migração, representação e gestão para o Mercado Livre de Energia, seja como Consumidor Livre (energia convencional) ou Consumidor Especial (energia incentivada).

Alcance a sua previsibilidade de gastos em energia com a Bolt.

Fale com a gente! (11) 2626-1770 | contato@boltenergy.com.br


Artigo escrito por bolt

você também vai gostar de ler