Eficiência energética e sustentabilidade: entenda essa relação

Por: bolt
  • Economia energética


Com certeza, muitos empresários se preocupam com o meio ambiente. Porém, poucos entendem os benefícios que a prática da eficiência energética pode trazer tanto para o nosso planeta quanto para a empresa. Na verdade, reduzir o consumo de energia favorece muito a sustentabilidade.

Mas qual é a relação entre a eficiência energética e a sustentabilidade? Como essas práticas ajudam na economia das organizações? Como implantá-las na sua empresa? Confira as respostas nos próximos tópicos!

O que é eficiência energética e sustentabilidade?

Em termos simples, a eficiência energética é a energia que deixamos de consumir, ou seja, é fazer uma mesma ou maior quantidade de tarefas com um consumo menor. Essa mudança de comportamento é essencial para a preservação do meio ambiente, dos reservatórios de água e para a nossa economia financeira.

Porém, a eficiência energética não significa apenas diminuir a produção de energia, mas também é considerada também um recurso energético, assim como a energia solar, eólica e hidráulica. Para exemplificar, imagine que uma cidade aumentou a sua população.

Por meio de um estudo, chegou-se à conclusão de que para atender as necessidades dos cidadãos será necessária uma produção de 1,7 GWh de eletricidade por mês. Antes disso, a cidade consumia apenas 1 GWh. Se os gestores dessa cidade adotarem a eficiência energética, não exigiriam esse valor energético extra da usina hidroelétrica, mas pensariam em alternativas de consumo.

Talvez por meio da implantação de estações para a geração de energia limpa, como a solar e a eólica. Além de conscientizar a população sobre a importância de usar bem os recursos energéticos. O resultado seria o suprimento das necessidades energéticas da nova população com o mesmo consumo anterior: 1GWh.

Sendo assim, entendemos que a eficiência energética anda de mãos dadas com a sustentabilidade. Esse termo é bem explicado no livro “Our Common Future”, escrito pela ex-primeira ministra da Noruega: Gro Harlem Brundtand.

Segundo a definição apresentada por ela, a sustentabilidade é o suprimento das necessidades presentes sem afetar o sustento das gerações futuras. Em outras palavras, refere-se à preservação dos recursos ambientais. Sendo assim, quando economizamos energia ajudamos o nosso planeta a conservar o meio ambiente ou manter-se sustentável.

Quais são os exemplos de eficiência energética?

Com a ajuda da tecnologia, foram desenvolvidas muitas alternativas que geram eficiência energética. Uma delas é a energia solar. Por meio das suas placas fotovoltaicas, o sistema de geração desse tipo de energia aproveita a luz vinda do sol para abastecer casas, empresas e até indústrias.

Apesar de sua capacidade energética, a energia solar é limpa, sustentável e muito econômica. Dessa forma, acontece a redução da emissão de gases poluentes que favorecem o efeito estufa – algo que não ocorre quando as usinas termoelétricas são ativadas.

Outro exemplo de eficiência energética são as lâmpadas LED. Além de possuírem uma vida útil mais longa, elas consomem uma quantidade menor de energia se comparadas com as lâmpadas incandescentes. A razão é que essas últimas gastam uma enorme parcela da energia que consomem em forma de calor e mais um montante em luminosidade. Por outro lado, a LED emite uma iluminação maior sem uma grande emissão de calor.

Existem organizações que decidiram implantar o telhado verde para alcançar a eficiência energética. Esse método consiste na aplicação de uma camada impermeável sobre a cobertura do prédio e depois colocar terra e plantas.

O resultado é a redução do impacto do calor do verão no ambiente interno da organização. Além disso, aumenta-se a umidade do ar. Sendo assim, a empresa poderá diminuir o tempo de utilização ou aumentar a temperatura do ar-condicionado – algo que impactaria diretamente no consumo de energia elétrica.

Como implantar a eficiência energética na sua empresa?

Os benefícios financeiros da eficiência energética são vistos de forma financeira, mas também no aumento da reputação da empresa. Uma vez que, organizações que promovem práticas sustentáveis são vistas como bons exemplos e atraem novos clientes e investidores.

O interessante é que adotar a eficiência energética nem sempre envolve grandes investimentos. Às vezes, práticas simples dão excelentes resultados. De acordo com a “Cartilha da Eficiência Energética” produzida pelo SEBRAE, a troca de lâmpadas, a compra de equipamentos que consomem menos e a conscientização, trazem benefícios reais.

Podemos apontar também a utilização da ventilação cruzada e de cores claras nas paredes internas, a instalação de janelas mais amplas que permitam a entrada da luz solar, bem como de brises que controlam a incidência da iluminação natural dentro da empresa.

Com certeza, a eficiência energética e a sustentabilidade são parceiras que ajudam na redução de custos e elevação dos lucros. Mediante as dicas dadas neste artigo, a sua empresa ajudará o meio ambiente e gerenciará bem o seu consumo energético.

O que achou de nosso artigo? Deseja implantar a eficiência energética na sua empresa? Entre em contato com os especialistas da Bolt Energia. Pare de se preocupar com bandeiras e tarifas de energia, com a Bolt você verá os seus lucros subindo!


Artigo escrito por bolt

você também vai gostar de ler